Colégio UNITAU promove arrecadação de alimentos para idosos e para comunidade carente

Publicação 27/10/2021

A arrecadação acontecerá até o dia 10 de novembro e, após esse prazo, os alunos e professores irão destinar as doações

A Escola de Aplicação Dr. Alfredo José Balbi, da Universidade de Taubaté (UNITAU), promove uma arrecadação de alimentos para o Lar de idosos São Francisco e para a comunidade Santa Tereza. A ação foi uma iniciativa da professora de Artes Visuais, Andréa Aparecida de Moraes Domingues, que, com o apoio da orientação educacional, mobilizou os alunos do Colégio para doarem alimentos para comunidades necessitadas.

Inspirada no filme “Somos todos iguais”, a docente criou o projeto para despertar nos alunos o sentimento de solidariedade, compaixão e empatia por pessoas menos favorecidas e pelos idosos. O filme assistido por Andréa é baseado em uma história real e traz inúmeras reflexões sobre preconceito, racismo, questões sociais e injustiça, mas também transmite mensagens positivas sobre amor, fé, solidariedade, perdão e amizade. A mensagem final é sobre como um pouco de amor e atenção podem fazer uma grande diferença na vida de alguém.

“Esse filme despertou em mim o desejo de fazer algo pelo próximo, mas, ao mesmo tempo, eu queria que esse sentimento de solidariedade atingisse os meus alunos também. Passei para todas as turmas um trecho do filme e eles ficaram bem envolvidos com a história. Comecei a falar com eles sobre a ideia do projeto e todos ficaram muito motivados com a possibilidade de fazermos algo de bom e que, de alguma forma, pudéssemos ajudar pessoas necessitadas”, relata a professora.

Para Andréa, o crescimento cognitivo, social e humano dos estudantes depende de iniciativas como essa, semeada pelos professores. “Acredito que é fundamental termos um olhar cuidadoso com o próximo, pois, dessa forma, cultivamos bons sentimentos e valores fundamentais que devem ser aplicados em nossa vida, como respeito, solidariedade, empatia e compaixão. Dessa forma também, crescemos como seres humanos e nos tornamos pessoas melhores”, reflete.

Todos os alunos do Colégio, desde o ensino fundamental I e II até o ensino médio se sensibilizaram com o projeto e também confeccionaram cartazes com mensagens sobre a importância de ajudar os idosos, para, assim, mobilizarem, cada vez mais, jovens e crianças da Escola. “É muito gratificante ver o envolvimento dos meus alunos e saber que, de alguma forma, eu estou plantando uma sementinha do bem dentro do coração de cada um deles. E eu tenho certeza absoluta que essa semente dará bons frutos”, comenta.

Isabelly Calixto Schneider, aluna do 2º ano do ensino médio, conta que ficou comovida com a iniciativa, pois sempre teve o desejo de ajudar o próximo. “É muito importante ajudarmos os idosos, porque eles já ajudaram pessoas mais novas, como nós, e agora precisam da nossa ajuda”. A estudante ressalta que mais pessoas deveriam abraçar causas desse tipo, assim como seus colegas de sala fizeram. “A sala inteira se propôs a ajudar, a doar alguma coisa, a fazer os cartazes para espalhar pelo Colégio e a plantar essa sementinha no coração do outro”, finaliza.

A arrecadação acontecerá até o dia 10 de novembro e, após esse prazo, os alunos e professores irão destinar as doações para o Lar de idosos São Francisco e para a comunidade Santa Tereza.

Bianca Guimarães
ACOM/UNITAU